Francisco Bandeira fala sobre vitamina D

Francisco Bandeira, médico endocrinologista e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional Pernambuco

Entrevista com Francisco Bandeira, médico endocrinologista e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional Pernambuco.

Qual a melhor forma de consumir a vitamina d?
Antigamente era recomendado a exposição ao sol e o consumo de alimentos ricos nesse tipo de vitamina. Com os avanços nas pesquisas, constatou-se que a exposição ao sol não só é insuficiente para produzir a vitamina no organismo, como aumenta as chances do indivíduo desenvolver algum tio de lesão dermatológica. Atualmente, é consenso prescrever o uso da vitamina D para ser consumida de forma oral, seja através de comprimidos ou gotas.

A população de forma geral sofre de carência desse tipo de vitamina tão vital para manutenção da saúde?
A maioria da população tem nível de vitamina D abaixo do ideal, cerca de 60% da população apresenta déficit da vitamina.

Há restrição de idade para o consumo oral da vitamina D?
A recomendação mundial é que a vitamina D seja tomada da infância ao envelhecimento, visto que a vitamina é importante para regular todas as funções do nosso corpo. Tudo funciona mal se o nível de vitamina D está abaixo do recomendado. O governo ainda não colocou a vitamina na lista de medicamentos distribuídos gratuitamente para uso crônico, mas acredito que dentro de muito em breve essa pratica será comum e todos terão acesso a ela.

Qual a importância da atividade física na atualidade?
O exercício físico é de extrema importância atualmente. O aeróbico associado com o de resistência é o ideal, pois aumenta a massa muscular do corpo, acelerando a queima de gordura. O ideal seria associar os dois tipos, realizando os aeróbicos, como caminhada, cinco vezes por semana; e o de resistência, como musculação, três vezes por semana.

Deixe um comentário