Obesidade infantil é discutida durante Simpósio da Sociedade de Endocrinologia, no Endorecife 2015

  • HOME
  • NOTÍCIAS
  • Obesidade infantil é discutida durante Simpósio da Sociedade de Endocrinologia, no Endorecife 2015

styceDiabetes, hipertensão e outras doenças crônicas relacionadas à obesidade que prevalecem entre os adultos estão a começar a ser mais comuns entre os jovens. A porcentagem de crianças e adolescentes com excesso de peso ou obesos é agora mais alta do que nunca. Os maus hábitos alimentares e a falta de exercício físico são consideradas como causa do aumento da obesidade na juventude. O excesso de peso durante a infância e adolescência é prenúncio de excesso de peso na idade adulta. As crianças com excesso de peso, entre os 10 e os 14 anos, com pelo menos um dos pais obeso ou com excesso de peso, são referenciados como tendo 79% de probabilidades de que o excesso de peso se mantenha quando adultos. “50% das crianças obesas serão adultos também obesos”, afirmou em sua palestra no Endorecife 2015, o médico americano Dennis M. Styne. De acordo com ele, muitos efeitos adversos na saúde estão relacionados com o excesso de peso verificado entre as crianças e adolescentes. O excesso de peso na infância e, particularmente, na adolescência, está relacionado com o aumento da morbidez e da mortalidade mais tarde. Asma, diabetes tipo 2, hipertensão, problemas ortopédicos, apneia obstrutiva do sono, além do efeito negativo no aspecto psicossocial, são algumas das doenças relacionadas com a obesidade. Segundo Styne, estimular desde cedo uma alimentação saudável e a prática diária de exercício físico é, mais uma vez, a solução eficaz para prevenir e solucionar esse grave problema mundial.

Deixe um comentário