Férias e confraternizações: cuidado com os excessos na alimentação

Por Teresa Cristina de Alencar Lacerda, Endocrinologista, CRM 19435.

Preceptora da Residência de Clínica Médica do Hospital Universitário da Univasf. Diarista da Sala de Emergência do HU/Univasf

Natal, Fim de Ano e férias chegando!!!

Em momentos de grande celebração já sabemos do inevitável: mesa farta e bem calórica. Nossa família e amigos queridos reunidos para celebrar mais um ano que passou e novos desejos para o ano que se inicia.

As promessas de melhor qualidade de vida e alimentação saudável, em geral, fazem parte de nossos desejos para 2018. Logo após as festividades muitos seguem para as férias e total relaxamento, inclusive na alimentação.

O que sabemos na vivência do consultório é que obedecer uma dieta e iniciar atividade física, em um momento tão “apetitoso” do ano, não é tarefa fácil.

A alimentação saudável, com mudança no estilo de vida é uma das orientações mais repetidas pelos profissionais de saúde, nos dias atuais, tendo em vista o aumento crescente e exponencial da obesidade.

Dados da Organização Mundial de Saúde apontam que a obesidade é, hoje, um dos graves problemas de saúde pública no mundo.

A projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos. O número de crianças com sobrepeso e obesidade no mundo pode chegar a 75 milhões.

No Brasil, a obesidade vem crescendo cada vez mais. Alguns levantamentos apontam que mais de 50% da população está acima do peso.

Diante de dados epidemiológicos tão alarmantes devemos, sim, ser bem cuidadosos e investir na mudança de estilo de vida com hábitos saudáveis. O ideal seria uma ajuda multidisciplinar para a prevenção e tratamento da obesidade e neste quesito, profissionais como endocrinologista, nutricionista, educador físico e psicólogo são extremamente importantes.

Voltando ao tema ceia de Natal, confraternizações e férias, acreditamos que não seria exatamente este período que fará total diferença no seu ganho ponderal. O cuidado maior deve ser feito ao longo do ano e de forma regular. Durante as férias e festividades, devemos ser cuidadosos, principalmente com aqueles que possuem comorbidades, como dislipidemia, diabetes e hipertensão arterial. Para estes grupos específicos, devemos evitar alimentos muito ricos em gorduras saturadas, sal e açúcares, tarefa bem complicada para uma ceia de Natal, mas podemos SIM, ser moderados e evitar excessos, inclusive com bebidas alcoólicas. Bem, a palavra EXCESSO deve ser evitada em nossa rotina, pois sabemos que nenhum alimento em excesso é saudável. Lembrando que atividade física é importante, inclusive nas férias, e trará benefícios significativos para este período de relaxamento. Sigamos moderados e, assim, poderemos celebrar nossas confraternizações com alegria e entusiasmo!!!

Feliz Natal e um 2018 de muita saúde e paz!

Deixe um comentário